Conecte-se conosco

Saúde

Por quê eu brochei? Motivos que podem te fazer falhar na hora H

Publicado

Em

falhar-na-hora-h

Estava super empolgado e o amigão nem deu sinal de vida? A Brasileirinhas vai te explicar por quais motivos isso pode ter acontecido. Se o que aconteceu foi um caso isolado, tente relaxar mais na hora do sexo. Se isso é uma constante na sua vida, o ideal é procurar um médico o quanto antes.

Mas, às vezes, isso pode acontece e não há nada de anormal – apenas alguns fatores e circunstâncias que podem ter contribuído para a sua “paumolescência” naquele dia. Confira abaixo! 

Bebida em excesso

Vale lembrar que tudo em excesso não faz bem – e aí, podemos incluir o sexo também! Mas é fato: a bebedeira pode te fazer brochar. O álcool tende a diminuir a sua capacidade de ereção. Pode até não ser uma brochada completa, mas pode ser que seu pau fique ‘borrachudo’. Beber pode te deixar mais livre, leve e solto – caso você seja extremamente tímido – mas convém não abusar, afinal o álcool em excesso é uma porrada no seu sistema nervoso central. E você ainda corre o risco de até conseguir fazer sexo, mas ficar horas tentando chegar aos finalmente e nada…

Drogas

Assim como o álcool, as drogas também bagunçam (e muito!) o seu sistema nervoso central. Tudo pode até rolar com mais facilidade, mas não há garantia de que a sua ereção irá se manter firme e forte até o final. Além da brochada, você corre o risco de simplesmente perder a libido, ou seja, não ter vontade de fazer sexo – o que é muito mais preocupante do que brochar, convenhamos.

Cigarro

Bom, aqui a gente nem precisa explicar muita coisa, não é mesmo? As próprias caixas de cigarro já deixam aquele aviso bem animador para o fumante: Você brocha. Alguns estudos garantem que o tabagismo aumenta em 85% o risco de impotência sexual. Vale repensar essa prática se você ainda quer fazer sexo por mais alguns anos…

Tensão

É, não adianta negar… A ‘cabeça de cima’ tem total ligação com a ‘cabeça de baixo’ – ou seja, se você está à vontade com a sua parceira, as chances de rolar um sexo bom (ou muito bom) são grandes, mas se houver momentos de tensão e indecisão, pode ser que o seu amigo não reaja da maneira como você esperava. Por isso, é preciso relaxar!

Falta de intimidade

Outro ponto também ligado ao psicológico. Não queira ir logo para o sexo – todos nós sabemos que é a parte boa – mas não custa nada conversar, rir e querer conhecer a pessoa com quem você vai transar. Se não rolar aquela química ainda dará tempo de sair dessa situação sem ficar marcado como o ‘brocha’.

Timidez

A primeira vez (do homem ou da mulher) nunca será algo agradável, mas depois da primeira, você já deve saber o que fazer, portanto não há motivos para muita timidez. A timidez pode provocar a falta de atitude e, consequentemente, esfriar o momento. Deixe rolar… Por mais que a mulher seja a dos seus sonhos é importante passar segurança, deixar a timidez de lado e mostrar as suas habilidades na hora do sexo.

Ansiedade

Semanalmente, na Casa das Brasileirinhas, acontece o Teste para Ator Pornô. O teste consiste em um sorteio e o sorteado – assinante do reality show – poderá contracenar AO VIVO com uma das pornstars da Brasileirinhas, mas o que pode acontecer em uma situação dessas? Isso mesmo, o rapaz poderá ficar nervoso e, consequentemente, ficar de pau mole o tempo todo. Portanto, não planeje cada detalhe do sexo, deixe acontecer e lembre-se: a ‘cabeça de cima’ precisa estar tranquila para se comunicar com ‘a de baixo’.

Cansaço

É, acredite se quiser… Pode ser que não role aquele sexo dos sonhos se você estiver muito cansado. O cansaço tira o foco do que quer que seja e, justamente por isso, é importante que você esteja bem – fisica e mentalmente – para dar conta do recado. Teve um dia estressante, trabalhou demais, dormiu mal? Deixe o sexo para o dia seguinte e evite o pior. Dessa vez, assista a um pornô e se masturbe.

E o que dizer para ela?

Inevitavelmente, a sua parceira vai achar que a culpa é dela. Agora, caberá a você – de pau mole – se explicar. Deixe claro que isso aconteceu porque pode acontecer mesmo e que ela não tem nada a ver com isso. Elogie. E faça piadas… por quê não? Tente deixar o clima menos chato…

Brincadeiras à parte. Sexo é coisa séria e precisa ser feito com responsabilidade e proteção! Se você anda abusando por aí, talvez seja a hora de rever os seus conceitos para evitar situações semelhantes. Se depois de ler todas essas dicas o seu “amigão” continua te deixando na mão é melhor procurar um médico!

Use camisinha e boa sorte!

Leia mais
Faça seu comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Órgão de saúde pede que americanos parem de reutilizar camisinha

Publicado

Em

Por

Camisinhas coloridas

Uma das principais agência de saúde pública do mundo, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC na sigla, em inglês), nos Estados Unidos, emitiu uma nota em agosto deste ano com um pedido inusitado e também um alerta à população americana.

“Estamos falando porque as pessoas fazem isso: não lavem nem reusem #camisinhas. Use uma nova a cada ato #sexual”, publicou a agência, ligada ao governo dos Estados Unidos, em sua conta no Twitter.

O motivo do pedido não foi revelado pelo órgão, mas ao que tudo indica, americanos estão realmente reutilizando suas camisinhas.

Leia também:

Stormy Daniels revelou que transou com Trump sem camisinha

Camisinha coleta informações dos usuários durante o sexo

O CDC também deu informações sobre como usar preservativos masculinos e femininos e qual a sua eficácia na prevenção das DSTs.

Alguns estudos mostraram que os americanos admitem o reuso do preservativo, porém tal prática não é recomendada. Ao lavar o preservativo, que é descartável, as chances de que o látex da camisinha se rompa aumentam, além de não retirar nenhum tipo de vírus ou bactéria.

No Brasil, preservativos são distribuídos de graça em postos de saúde, hospitais e unidades básicas de saúde. Não deixe de usar camisinha em suas relações sexuais.

Fonte: CDC

Continuar Lendo

Saúde

O que é e para quê serve a massagem tântrica?

Publicado

Em

Por

Muitos logo associam a massagem tântrica ao que é, popularmente, conhecido como massagem ‘com final feliz’, àquelas que se encontram nas ‘casas de massagem’, mas a massagem tântrica não tem relação direta com sexo.  Essa prática é baseada no tantra, conjunto de ensinamentos surgido na Índia que busca expandir a sensibilidade por meio da bioenergia do corpo.

A prática, no entanto, pode ter diferentes aplicações terapêuticas, inclusive visando a expansão sexual e controle da ejaculação precoce.

Leia também:

Está cada vez mais difícil de tratar a gonorreia; entenda

Os benefícios da masturbação para o homem

Não existe apenas uma linha de estudo da massagem tântrica – são inúmeras vertentes e algumas tratam da massagem no órgão sexual propriamente dito que, segundo especialistas, pode provocar orgasmos múltiplos em mulheres que tinham dificuldade para atingir o clímax e despertar uma consciência maior da própria sensibilidade.

Existem massagens específicas para homens também que vão desde práticas que visam retardar a ejaculação até massagens onde o foco é manter a ereção, por exemplo.

A existência desse tipo excêntrico de massagem não é recente. Alguns estudos revelam que o primeiro registro da massagem tântrica tem mais de 5 mil anos. Especialistas afirmam que praticantes da massagem tântrica visam, além do prazer proporcionado pela prática, também buscar maior autoconhecimento e liberdade sexual.

Continuar Lendo

Saúde

Nigéria proíbe mutilação genital feminina

Publicado

Em

Por

nigeria

O ex-presidente da Nigéria Goodluck Jonathan aprovou a criminalização da mutilação genital feminina. A regulamentação da proibição foi um dos últimos atos de Jonathan que foi derrotado na última eleição por Muhammadu Buhari, atual presidente. A mutilação genital feminina é uma das tradições da Nigéria, mas o debate acerca da crueldade que envolve esse ritual tem sido levantado ao longo dos últimos anos fazendo com que o mundo olhe para a crueldade praticada sistematicamente contra as mulheres nigerianas.

A lei que foi aprovada pelo Senado em 5 de maio de 2015 também proíbe que homens abandonem suas esposas e filhos sem nenhum suporte econômico. Dados da Organização das Nações Unidas (ONU), divulgados em 2014, mostram que a mutilação genital causa infertilidade, mortes no parto, infecções e perda do prazer sexual. De acordo com The Guardian, a prática já era proibida em alguns estados, mas desde a sanção da lei federal passou a ser proibida em todo o país.

Cerca de um quarto das mulheres nigerianas foram submetidas a mutilação genital e estima-se que 125 milhões de mulheres tenham sido mutiladas – a maior parte delas estão na África e no Oriente Médio. A decisão tomada pelo ex-presidente da Nigéria é considerada histórica por estudiosos e organizações que pesquisam e condenam a prática considerada machista e extremamente violenta para as mulheres.

Leia também:

Está cada vez mais difícil de tratar a gonorreia; entenda

O que é a mutilação genital feminina?

Em 2012, a ONU decidiu em assembleia geral que a mutilação genital feminina viola os direitos humanos e votou unanimemente para intensificar os esforços para garantir a proibição dessa prática.

Não há idade certa para passar pela mutilação genital, também conhecida como circuncisão feminina, e pode varias entre dias após o nascimento e o início da puberdade da mulher. A remoção acontece em forma de ritual e é realizada por um membro tradicional da tribo ou da família da mulher que usa uma lâmina de corte comum para retirar o clitóris – com ou sem anestesia – alguns países também adotam a retirada dos grandes e pequenos lábios e, em alguns casos, há a chamada infibulação – que consiste em fechar a parte externa da vagina deixando apenas um pequeno orifício para urinar e manter relações sexuais.

A prática não tem nenhum benefício à saúde das mulheres e pode causar hemorragias fatais, além de dores crônicas e estresse pós-traumático e até depressão. O clitóris tem cerca de 8 mil terminações nervosas – o dobro do pênis – e sua única função é proporcionar prazer. Com essa quantidade de terminações nervosas, pode-se afirmar que o clitóris é um órgão extremamente sensível e, ao ser brutalmente retirado, faz com que a mulher perca toda a fonte de prazer durante as relações sexuais ou masturbações. Alguns lendas de tribos que adotam a mutilação genital afirmam que o clitóris poderia crescer até ficar do tamanho de um pênis e assim concorrer com os homens – o que, obviamente, não é verdade.

A modelo Waris Dirie, que passou pela mutilação genital no início da adolescência quando vivia na Somália, contou sua história no livro “Flor do Deserto”, que se tornou filme em 2010.

Continuar Lendo

Entrevistas

%d blogueiros gostam disto: